Exposição na Imas retrata obras de Peciar segunda-feira, 6 de agosto de 2018 - ASSECOM - Assessoria de Comunicação

Um coquetel marcou a abertura da exposição "Peciar: um mestre da arte", na sala Angelita Stefani - IMAS localizada no prédio 14, Conjunto III da Universidade Franciscana.

A exposição mostra pinturas, desenhos, gravuras e esculturas de diversos momentos da trajetória artística de Silvestre Peciar Basiaco, que faleceu em 2017, e tem o objetivo de contribuir com a compreensão da arte como elemento espiritual e de humanização das relações. 

A apresentação conta com 31 obras do artista, construídas por diversas técnicas de arte, as quais retratam a expressividade e a vitalidade do autor, que se caracterizou por ser um homem simples, mas conectado com a militância política e intelectual durante toda a sua vida. “Ele foi nosso verdadeiro mestre. Um homem generoso, à frente de seu tempo”, sintetizou a curadora da exposição, professora da UFN e ex-aluna de Peciar, Círia Moro. 

Além da abertura da exposição, que ocorreu na tarde desta terça-feira, 7 de agosto, a Sala de Exposições Angelita Stefani - IMAS foi palco do lançamento do livro “Via sacra: Silvestre Peciar Basiaco”, organizado pela reitora da Universidade Franciscana Irmã Iraní Rupolo e pela Coordenadora da Editora UFN Salette Mafalda Marchi.

O livro é dividido em três partes. A primeira é formada por textos que contam um pouco sobre a vida do artista e o seu olhar a partir da própria obra ‘Via Sacra’, que demostra por meio de imagens em mosaico gravadas em esculturas o drama de Cristo em 14 estações, desde a sua condenação pelos romanos, até a sua ressurreição. 

São 14 esculturas localizadas no jardim do Convento das Irmãs Franciscanas, em Santa Maria, representando cada uma das estações. 

Junto às representações das esculturas pelas imagens, a reitora Iraní Rupolo escreveu um poema para cada uma das obras que tratam de uma releitura imagética dos ciclos da vida representados pela Via Sacra, diante da mensagem de ressurreição de Cristo.

"É com emoção que lançamos esse livro hoje pois, a simplicidade e sensibilidade de Peciar está exposta em todas as suas obras. Devemos valorizar e, em construção conjunta, recuperar a arte que muitas vezes não é conhecida por todos", afirmou a reitora.

A terceira parte do livro traz um resgate histórico e cronológico de toda a carreira do artista, desde seu nascimento, em 1935, até sua morte, em 2017.

"As obras produzidas por Peciar trazem conceitos da Idade Média e a partir dos textos produzidos pela Irmã Iraní, as imagens se unem à atualidade em que vivemos, nos mostrando que há relação entre o ontem e hoje", complementou Salette Mafalda Marchi.

O livro pode ser adquirido na Sala de Exposições Angelita Stefani, no Conjunto III da UFN. A obra tem o valor simbólico de R$ 20,00. 

A exposição estará aberta para receber visitantes de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h, e nas quintas das 9h às 12h, até o dia 29 de agosto.


divulgar@unifra.br | 3220 1200 - Ramal 1296
Acesse - Comunicação