Intercambista pesquisa proteína para o combate ao Câncer sexta-feira, 13 de julho de 2018 - ASSECOM - Assessoria de Comunicação

A aluna de intercâmbio, mexicana Karén de Jesus Castrejón Arroyo, estudante de Pós-graduação em Biotecnologia, da Universidade de Papaloapan, está na Universidade Franciscana até o dia 30 de setembro para estudar os efeitos da Proteína Parasporinas. Em solo mexicana, a estudante isolou a substância, encontrada em regiões de alta produção de abacaxi e banana, diante dos efeitos biológicos para o combate dos Cânceres de Mama e Hepático.

Conforme indicativo de pesquisa, a esta proteína isolada produz efeitos inseticidas contra fungos e bactérias, podendo auxiliar também no combate a células cancerígenas.

Em Santa Maria, Karén realiza as pesquisas no Laboratório de Genética e Cultura Celular do programa de Pós-Graduação em Nanociências da Universidade Franciscana. A pesquisa funciona em parceria com a Universidade Federal de Santa Maria e a Universidade de Papaloapan.


Sua orientadora, Professora Michele Sagrillo ressaltou a importância de estudos mais aprofundados nessa área. “A ideia é unir as técnicas extremamente complexas e muito trabalhosas que se têm na Universidade de Papaloapan com a estrutura e experiência da UFN a fim de potencializar as pesquisas realizadas sobre esse tema”.

Segundo o professor Roberto Christ, do Departamento de Microbiologia e Parasitologia da UFSM, o objetivo da pesquisa é produzir lipossomos dessas proteínas, a fim de que sejam incorporadas em um produto nanotecnológico. 

A intercambista, Engenheira de Alimentos e Pós-Graduanda em Biotecnologia, afirma que o seu principal objetivo em Santa Maria é ajudar na realização das pesquisas. “Meu principal objetivo é realizar a pesquisa aqui na Universidade Franciscana e concluir minha tese”, afirmou Karén.

Texto: Mateus Facco / Acadêmico Jornalismo
Fotografia: Mark Braunstein


divulgar@unifra.br | 3220 1200 - Ramal 1296
Acesse - Comunicação