Aprovadas novas matrizes curriculares para 2019 terça-feira, 12 de junho de 2018 - ASSECOM - Assessoria de Comunicação



O Conselho Universitário da Universidade Franciscana aprovou mudanças para as matrizes curriculares dos cursos que compõem as áreas de Ciências Tecnológicas e Ciências Humanas. A reunião ocorreu na tarde desta terça-feira, 12 de junho de 2018, e reuniu representantes do Conselho Universitário, que foram favoráveis às propostas.

Inicialmente, o coordenador do Curso de Filosofia da UFN, Marcos Alexandre Alves, apresentou as mudanças curriculares dos cursos de Licenciatura. Ele destacou o Projeto Integrador que traz estratégias interdisciplinares dos temas propostos para os cursos em cada semestre, diante de conexões de conteúdos afins.

Essa metodologia age na compreensão e na solução de problemas práticos da sociedade, dinamizando de forma mais atrativa o processo ensino aprendizado. Esta é distribuída em três eixos principais: Transformação Didática, Relação Universidade Escola e Adaptação dos Alunos.

Outra importante perspectiva de mudança é no sistema de avaliação, deixando de ser quantitativa, para um processo mais qualitativo. Ou seja, segundo o professor Marcos Alves, será excluído, gradativamente, o sistema de avaliação de notas. “Vamos ampliar nossa atuação prática em diferentes contextos e cenários, em que a avaliação se dará pelo progresso dos alunos diante das atividades propostas. Temos que resignificar a condução do aprendizado diante do processo de desenvolvimento de competências dos alunos de forma continuada”, afirma.

O desafio dos docentes a partir de 2019 é trabalhar de forma atrativa e com sistemáticas conexões amparadas em relações humanas, em que se projete o elevado senso de justiça e inserção educacional e social. O objetivo é que os estudantes passem mais tempo em comunidade acadêmica, aumentando o semestre letivo de 17 para 20 semanas, com a exclusão do sexto período no turno da noite e, quando possível, nos demais turnos da manhã e tarde. 

Todas as mudanças curriculares foram organizadas há mais de um ano pelo grupo de docentes que integram as áreas específicas de cada curso, sendo eles: Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia, Filosofia, Arquitetura e Urbanismo, Design, Tecnologia em Design de Moda, Engenharia Química, Engenharia de Materiais, Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia Biomédica, Sistemas de Informação, Ciência da Computação, Tecnologia em Jogos Digitais, Física Médica e Tecnologia em Radiologia.

A Pró-Reitora Acadêmica, professora Vanilde Bisognin, acredita que a partir de agora novos desafios se abrem diante da materialização dessas novas propostas. “Temos a meta de materializar a extensão e a pesquisa no âmbito da graduação, a fim de que as práticas acadêmicas sejam aplicadas ao dia-a-dia do acadêmico”, ressaltou. 




Texto: Carlos Spall e Carolina Teixeira / Jornalistas
Fotografia: Mark Braunstein


Breve descrição do aprimoramento dos cursos:

Cursos de Licenciatura: Filosofia, Geografia, História, Matemática, Letras (português e inglês) e Pedagogia. 
O objetivo é articular o conhecimento gerado em sala de aula diretamente nas escolas de ensino fundamental e médio, desenvolvendo à prática dos alunos durante a formação na graduação, contribuindo de fato para o ensino.

Ciências Tecnológicas:
Arquitetura
A ideia é aumentar o caráter de extensão do curso, atuando em iniciativas públicas e empresas privadas, em que a arquitetura sirva como sinônimo de propostas inovadoras, alinhadas às necessidades da sociedade.
Design de Moda e Design
Ambos os cursos serão direcionados para o turno da tarde. Por meio da união de algumas disciplinas, a capilaridade dos projetos de extensão tende a aumentar, diante de relações em que o design seja símbolo de uma transformação social cada vez mais dinâmica.

Engenharias: Ambiental e Sanitária; Química; Biomédica e de Materiais
Todos os cursos de engenharia serão destinados ao turno da manhã. O foco é apresentar a função do engenheiro ligado às necessidades atuais de mercado e de desenvolvimento humano. De forma integrada, objetiva-se aumentar as relações entre os alunos, diversificando projetos e criando oportunidade de estágios práticos além da região central do Estado.

Sistemas de Informação; Ciências da Computação e Jogos Digitais
Elaborou um currículo futuro amparado nas diretrizes da Sociedade Brasileira de Computação – SBC. Organizou suas disciplinas para que os quatro primeiros semestres dos cursos sejam atrativos, intercalando a prática com os conhecimentos teóricos de informática. O compartilhamento de atividades será intensificado. A ideia é promover, já durante do curso, a criação de ensino aplicado em produtos e serviços de tecnologia.

Física Médica e Radiologia
O objetivo é integrar os cursos para ocupar as vagas de trabalho na área em Santa Maria e região, as quais são abundantes, principalmente ligadas aos setores de exames por imagem, os quais envolvem tecnologia e conhecimentos específicos para operação das máquinas.


divulgar@unifra.br | 3220 1200 - Ramal 1296
Acesse - Comunicação